Infográfico: CEST – Código Especificador da Substituição Tributária

Entenda o que é esse código e se proteja de multas e penalidades. E mais:

  • Quem é obrigado a informar o CEST?
  • Como saber se um produto está sujeito à substituição tributária?
  • Como o código CEST é formado?
  • Como buscá-lo em uma nota usando o Arquivei?
  • E um super desafio para você! 👀

 

E para ficar ainda mais por dentro desse universo fiscal, confira nossos conteúdos relacionados:

Tabela Interativa de CEST
Infográfico: NCM – Nomenclatura Comum do Mercosul
Tabela Interativa de NCM
Infográfico: Evite fraudes fiscais e proteja sua empresa

Avalie nosso conteúdo:

Não Gostei

O que você achou do conteúdo? Comente!

Deixe uma resposta

Agradecemos suas opiniões, ideias e feedbacks! Para manter a discussão construtiva, comentários ofensivos ou promocionais serão excluídos.

4 Comentários

  • renato

    26 de março de 2021

    Bom dia Bruna, obrigado, conteúdo muito rico. Só não identifiquei a data de início da obrigatoriedade. Você consegue informar favor?

    • Academia Arquivei

      26 de março de 2021

      Oi Renato, tudo bem com você? O código CEST surgiu a partir do Convênio de ICMS nº 92/2015 e sua última alteração foi para o Convênio ICMS nº 146/2015. A exigência do CEST começou em 1º de julho de 2017 com a indústria e o importador. O próximo prazo foi do dia 1º de outubro de 2017 para o setor atacadista e, por último, no dia 1º de Abril de 2018 para os demais segmentos econômicos (inclusive comércio varejista). 😊 Um ótimo final de semana para você! 😎

  • Leonilton Santos

    25 de março de 2021

    Oi Bom dia,. Parabéns, o material é muito bom só não ficou muito claro a partir de que data passa a ser obrigatório a informação do CEST. Obrigado Leonilton

    • Academia Arquivei

      25 de março de 2021

      Oi Leonilton, tudo bem com você? O código CEST surgiu a partir do Convênio de ICMS nº 92/2015 e sua última alteração foi para o Convênio ICMS nº 146/2015. A exigência do CEST começou em 1º de julho de 2017 com a indústria e o importador. O próximo prazo foi do dia 1º de outubro de 2017 para o setor atacadista e, por último, no dia 1º de Abril de 2018 para os demais segmentos econômicos (inclusive comércio varejista). 😊 Um abraço!

Login ou senha inválidos